sábado, 5 de abril de 2014

A culpa é das estrelas (livro)

Uma querida amiga minha, que eu, carinhosamente apelidei de gominha, me emprestou recentemente (ou nem tanto) um livro maravilhoso que quase todo mundo já ouviu falar...
 De Jonh Green, eu lhe apresento: A CULPA É DAS ESTRELAS!

Personagens principais: Hazel Grace e Augustus Waters.
Personagens secundários: Os pais '-' Izaac, Mônica "a maldita ex-namorada insensível", o tal do escritor Peter Van Houten (personagem fictício), Lidewij Vliegenthart, Patrick (eggs with no) e por último: O balanço pedofílico que procura bumbuns de bebês.

Misture uma boa história (levemente suja e.e) com olhos inchados, lágrimas de montão, boas risadas e um inexplicável amor a vida (que você irá adquirir após a leitura),e temos esse livro incrível.

Eu podia "controlcandvar" aqui '-' (copiar e colar), alguma sinopse da internet... Mas nada substitui o prazer das sinopses enroladas nehh?




Primeiramente, o site oficial:http://www.aculpaedasestrelas.com.br/
Para que vcs possam ler e falar mal da minha "sinopse" ^^

ATENÇÃO '-' SPOILERS!

Bom, a Hazel  é uma menina de.. (pesquisando no google) (ahá eu sabia!) dezessete anos que mora em Indianópolis e sofre de câncer no pulmão... Espere, "sofre" não parece ser muito correto... Eu diria, convive com câncer no pulmão. Afinal, rotina é rotina.
E sua mãe (que lhe vigia a todo instante) tem idéias melhores para a rotina de Hazel, ao invés de passar os dias em casa.
E é numa bela tarde, no Grupo de Apoio, onde o bom e velho Patrick falade sua luta pela sobrevivência e sua ausência de testículos, que Hazel Grace conhece ELE.
Augustus Waters, o carinha com a perna sintética. O jogador de basquete. O metáfora-man.
Os dois conversam e tals. Primeiro ponto em comum? Os dois foram forçados ao grupo de apoio.
Sabe quem forçou o Gus? Seu friend Isaac (no momento, com um olho só). Que namora uma garotinha doce chamada mônica.
Os dois tem uma relação linda! Sabe eles ficam repetindo "Sempre" um para o outro, e falando coisas fofas.
E foi nesse climinha que o pobre Isaac descobre que seu outro olho também vai ser retirado! Coisa linda não? Err ok vai ficar cego mas e daí?
Bom então '-' daí que a Mônica do mal  larga impiedosamente o pobre rapaz (que após a extração foi se agarrar com paredes virtuais).
Mas isso aí pouco importa '-' Vamos ao nosso foco '-'

Uma bela manhã de sol Haz vai visitar Gus... Ela lhe fala sobre seu livro preferido: Uma aflição Imperial ~ Van Houten.
E lhe explica que seu sonho era conhecer o escritor, falar com ele etc.
Gus consegue contato com o tal Peter, que convida Hazel para visitá-lo.
Claro que ele jamais imaginou que ele fosse mesmo '-'
Augustus providenciou '-' os dois foram.
Lindo não?

A mãe de Hazel, Augustus Waters, e a própia Haz. Embarcam num avião para Amsterdã.

Jantar romântico, um lindo hotel, uma cidade de contos de fadas... Tudo parece perfeito...
Hazel finalmente vai conhecer pessoalmente Van Houten. Vai apertar sua mão e lhe elogiar.
Mas tudo é um desastre!
O escritor se revela completamente pertubado!
Ah,sabe qual o maior desejo de Hazel?
Ela queria descobrir o final do livro. Pois ele terminava no meio de uma frase. Tão abruptamente como a morte.
Mas Van Houten simplismente se recusava a SEQUER inventar um final.
Resultado? Hazel ficou terrivelmente irritada, Agustus tambem.
E a secretária do Sr. Houten se despede '-'
(Não se iludam! O livro UAI NÃO EXISTE! E Jonh Green não pensa em publicá-lo)

Mas, embora nem tudo sejam flores (e embora eu não saiba nem sequer resumir um livro '-') os casal até curte sua maravilhosa viagem e adivinhem? Dão seu primeiro beijo (na casa de Anne Frank ><).
Bom.. eles curtem a viagem, voltam para casa, Gus descobre que está cm câncer e morre etc...

Aqui o elogio fúnebre de Hazel para Augustus (ela leu para ele antes de morrer, e não depois)

Não posso falar da nossa história de amor, então vou falar de matemática. Não sou formada em matemática, mas sei de uma coisa: existe uma quantidade infinita de números entre 0 e 1. Tem o 0,1 e o 0,12 e o 0,112 e uma infinidade de outros. Obviamente, existe um conjunto ainda maior entre o 0 e o 2, ou entre o 0 e o 1 milhão. Alguns infinitos são maiores que outros. Um escritor de quem costumávamos gostar nos ensinou isso. Há dias, muitos deles, em que fico zangada com o tamanho do meu conjunto ilimitado. Queria mais números do que provavelmente vou ter, e, por Deus, queria mais números para o Augustus Waters do que os que ele teve. Mas, Gus, meu amor, você não imagina o tamanho da minha gratidão pelo nosso pequeno infinito. Eu não o trocaria por nada nesse mundo. Você me deu uma eternidade dentro dos nossos dias numerados, e sou muito grata por isso.

#chorando_litros '-'

Enfim. '-' eu não falei quase nada sobre o livro mas.. Ai está. Se lhe interessou baixe em e-pub ou compre ou '-' slah oq vc quiser né '-'

Esse foi um post que precisa ser atualizado... Eu atualizo quando lançarem o filme ^^

Simm estão fazendo o filme! Claro que eles não são NADA parecidos cm os personagens que os leitores imgainam.. Mas quem liga?
Então, é isso.
Lançamento? Esse ano! 5 de junho...
http://www.adorocinema.com/filmes/filme-218926/





Cheio de frases marcantes, o livro só deixa a desejar uma continuação a altura!


Bye!




Nenhum comentário:

Postar um comentário